Home Consciência Os Sete Princípios da Huna – 6. MANA

Os Sete Princípios da Huna – 6. MANA

31 min de leitura
3
0

Dando sequência aos 7 Princípios Huna de vida, vamos ao sexto: MANA. Esta é uma série de sete artigos baseados nos sete princípios havaianos de vida da tradição Huna.

  1. IKE – O mundo é o que você pensa que é
  2. KALA – Não existem limites, tudo é possível
  3. MAKIA – A energia flui para onde a atenção vai
  4. MANAWA – Agora é o momento de poder
  5. ALOHA – Amar é ser feliz com
  6. MANA – Todo o poder vem de dentro
  7. PONO – Eficácia é a medida da verdade

Leia também o conteúdo dos artigos anteriores para entender melhor o conceito de MANA.

Você é a autoridade em sua vida
Você é a autoridade em sua vida

6. MANA – Todo o poder vem de dentro

A maioria das religiões, filosofias e até as ciências definem o indivíduo como muito impotente. Não importa se a fonte de energia é definida como Deus, o destino, um princípio filosófico, a sociedade, o governo, o passado, os seus genes, seus pais ou qualquer outra força externa do bem ou para o mal – o poder está quase sempre em outro lugar . Pelo menos isso é o que está por trás do pensamento da maioria dos povos. Huna é bastante radical no lado oposto do espectro – seu sexto princípio MANA define que todo o poder vem de você. Note aqui que não há limites para isso – todo o poder para definir a sua existência está dentro de você. Vamos olhar para as consequências se você aceitar que isso seja verdade.

Primeiro vamos ver por que Huna chegou a esta conclusão

O segundo princípio Kala define que o Universo e a origem da vida é ilimitado – não há limites para isso. O Universo e a fonte espiritual (chamem de Deus ou o que quiser) é infinito. Agora vem a parte chocante – se você quebrar uma fonte de energia infinita em partes separadas, então cada parte mantém esse poder infinito dentro de si. Assim como um holograma faz, quando você o esmaga em pedaços.

Quais são as consequências disso?

Aceitando-se como tendo TODO o poder dentro de si, você chega a estas conclusões:

  • Nada vai acontecer sem você definir
  • Tudo o que aconteceu com você, você criou e atraiu
  • Você é o único que pode definir a sua experiência
  • Os outros não têm nenhum poder sobre você – que não seja o que você dá
  • Sua energia é canalizada e focada através de suas crenças e emoções. Então o que você crer ser verdade ou o que você tem medo de acontecer – vai acontecer, porque você define isso através de sua energia focada
  • Ninguém mais pode fazer você triste ou magoar você – você só pode fazer isso por si mesmo. Pode, claro, convidar outras pessoas para te machucar.
  • Não há vítimas e nem inocentes – cada vez que você define a si mesmo como uma vítima você nega o seu poder criativo e dá a alguém o poder (mas não muito, porque você não pode dá-lo na realidade, você pode simplesmente criar a ilusão de dar poder). Você ainda criar a experiência, mas não assume a responsabilidade por ela, dizendo que outra pessoa é responsável por ela.

Eu sei que estas são declarações duras, mas deixe-me dar um passo adiante e  explicar.

Cada vítima concorda subconscientemente com o abusador sobre o abuso

Espere um segundo… isso significa que eu sou eu mesmo culpado pelos meus problemas? Sim e não. Jogue fora a parte da culpa e eu vou ficar bem com isso. Você ajudou a causar a situação e você o criou (o que é um sinal de seu poder criativo que você pode usar de uma maneira melhor de agora em diante), mas trazendo o conceito moralista de culpa só vai fazer-te mal e roubar-lhe o seu poder.

Não julgue – nem os outros nem a si mesmo! Isso não quer dizer que prejudicar ativamente os outros não levará a acusação. Mas quando se trata de olhar para isso a partir de uma perspectiva energética não há dúvida quem é culpado, é muito mais sobre por que todos concordaram em compartilhar essa experiência?

Cada um de vocês terá que arcar com as conseqüências de sua decisão, então o abusador abusar de uma pessoa será e deve ser processado, mas a vítima deve chegar a um ponto em que ele ou ela precisa de ir além dessa fase e crescer com essa experiência.

Caso contrário, e isso é um fato, muitas vezes visto, eles tendem a ir para outra situação de abuso. Isto é muito verdadeiro para algumas mulheres que deixam um relacionamento abusivo apenas para encontrar o tipo exato de parceiro novamente. Há algo dentro de si que atrai esse tipo de pessoa e situações. Então, a menos que haja um desenvolvimento, esse padrão pode se repetir. Mas não é só sobre o abuso entre homens e mulheres – é com toda a forma em que você se sente impotente – seja com a sua vida, seu trabalho, ou em qualquer outra situação.

E quanto aos inocentes como os bebês?

Mas o que dizer de bebês inocentes? Em Huna, não se acredita bebês serem inocente – embora o seu corpo e cérebro estejam em desenvolvimento isso não significa que suas almas não sejam sábios o suficiente.

Seus corpos podem carecer de ajuda, mas a sua alma já é capaz antes do nascimento de definir a existência que querem nascer. Novamente Huna não acredita em qualquer limite, por isso não vê a vida ou a morte como limites ou – são apenas limites para a nossa percepção da realidade. Um bebê desenvolver uma doença grave pode fazer isso de várias razões – que poderia refletir um problema familiar por muito tempo reprimido ou poderia usar isso como um meio de experimentar algo que não tenha experimentado antes.

Corolário: Tudo tem poder

Se acreditamos que cada pessoa tem o poder de definir a sua experiência, pode não ser tão grande salto a definição Huna que tudo tem o poder de fazê-lo. Isso inclui toda a forma material que você vê neste momento.

Huna acredita que as coisas que você vê (sim que pode agora ser o seu PC ou Mac) tem alguma forma de consciência e é capaz de definir a sua experiência. Eu sei que isso soa bastante improvável – mas, ao mesmo tempo, não podemos provar que é errado também. Por outro lado, eu tive muitas experiências em que um computador (que parece especialmente propensos a fazer isso) de repente começou a trabalhar novamente, depois que mudei o seu principal usuário quando estava xingando “essa máquina maldita”. Hoje em dia, muitas vezes meus clientes fazem piada sobre mim quanto ao “efeito de dentista”, com computadores, ou seja, o problema não está lá quando eu estou por perto, como uma dor de dente muitas vezes vai embora quando o dentista entra na sala.

Vamos enfrentá-lo, eu também luto às vezes com este corolário, tive muitas situações para lembrar que me fazem não estar tão certo. E você? Que situações você pode compartilhar? Escreva nos comentários. A forma como um xamã Huna usa este princípio é conversar com as ferramentas que ele usa e ser respeitoso com tudo o que está ao seu redor. Experimente aceitar o poder que há dentro de tudo e agir respeitosamente com as coisas que o cercam (ou seja, o seu carro, computador, animais, plantas, edifícios, etc) e perceba depois de um tempo, se a sua vida mudou por causa disto.

Corolário: O poder vem da Autoridade

Em Psicologia há diferenciação entre autoridade interior e exterior. Autoridade exterior significa que você entrega a autoridade para decidir sobre sua vida para outra pessoa enquanto autoridade interna significa que você assume a responsabilidade por sua própria vida. Agora você deve saber que uma outra definição de Mana é – Autoridade. Mas o que significa Autoridade? Vamos dar uma olhada na definição do dicionário:

Autoridade: s.f. Poder legítimo, direito de mandar: a autoridade das leis, de um pai, de um chefe. Administração, governo: decisão da autoridade competente. Ascendência, influência resultante de estima, de pressão moral etc.: ter autoridade sobre alguém.
Opinião abalizada na qual uma pessoa se apóia: a autoridade de Platão. De plena autoridade, com todo o direito que se tem. De sua própria autoridade, sem autorização de ninguém. S.f.pl. Representantes do poder público, altos funcionários: as autoridades civis e militares.

Então autoridade significa um líder que pode resolver um argumento. Uma vez que é tão próximo de autor, vamos olhar para essa definição:

Autor: s.m. Aquele que está na origem de, que é a causa de: o autor de uma invenção.
Aquele que é responsável: o autor de um crime. Aquele que faz uma obra literária, científica, artística. P. ext. A própria obra: estudar um autor. Escritor: dizem os bons autores… Direito Aquele que propõe uma ação contra outro que é o réu.

Assim, agir como uma autoridade inclui o conhecimento e a determinação de que os seus atos vão criar e desenvolver o crescimento. E através desta autoridade as palavras tornam-se criativas. Essa é, em essência, a base de toda a magia. Não são as palavras ditas – nem o ritual, um ambiente psicoterapêutico, nem em um discurso político. Trata-se da autoridade que alimenta essas palavras com poder. Autoridade é o conhecimento interior de que o poder está dentro de você.

Como você pode criar autoridade e experimentar seu poder?

Como eu já disse antes autoridade vem do conhecimento interior, que o poder de influenciar está dentro de você. E a menos que você encontre esta autoridade dentro de você, as mudanças não vão acontecer em sua vida. Uma vez que você acredita que você pode fazer algo, você pode fazê-lo. Mas a maioria de nós nos treinamos (mais uma vez pare de culpar alguém) para entregar todo o poder para fora de nós, para os outros (pais, a sociedade, o governo, destino, Deus, qualquer que seja – pelo jeito que eu acredito em Deus, mas vamos parar de abusar dele por nossa pobreza de confiança em nós mesmos).

Passo 1: Assumir a plena responsabilidade do passado

Avalie a sua vida – olhe para o que é agora. Quão boa é a sua saúde, riqueza, nível de alegria, a satisfação no relacionamento, a satisfação no trabalho, etc. Faça algumas notas sobre o assunto.

Em seguida, afirme em um tom tão poderoso quanto possível: “Isso é tudo minha criação – Tudo o que eu experimentei até agora foi criado por minha própria vontade, e não há mais ninguém que poderia me influenciar, sem o meu consentimento – nem no passado, nem no presente e nem no futuro”.

Passo 2: Assumir a plena responsabilidade do presente e do futuro

    • Agora pense em uma coisa que você gostaria de mudar a partir de agora, isso seria um passo em direção ao seu objetivo de um novo você. Um novo hábito que você queria instalar antes, mas nunca conseguiu. Isso poderia ser exercitar-se mais, passar mais tempo com seus filhos ou o que seja.

 

    • Olhe de volta para a sua lista do Passo 1 e diga para si mesmo: “Isso era tudo criação do velho eu. Eu vou a partir de agora criar algo novo. A partir de agora eu vou criar um novo hábito de e eu vou ter certeza de que isto será criado – não há nada mais importante do que isso e nada vai me impedir de alcançá-lo”.

 

    • Todas as manhãs e todas as vezes que quiser estabeleça para si mesmo “Eu estou criando a minha vida com esta próxima decisão que eu faço”. Observe que você tem o poder de mudar sua vida em cada segundo. Cada decisão vai levar você para uma nova direção. Você decide se levantar e trabalhar fora ou você decide sentar e assistir TV. De qualquer forma você cria no momento seguinte e com isso cria o seu destino. Muitas vezes pensamos em destino como algo distante – mas o destino é criado com o pensamento seguinte, a próxima decisão e a próxima ação que você tomar. Faça um jogo de mente, se quiser – diga a si mesmo “Se a minha próxima decisão fosse mudar meu destino – o que eu faria em seguida”.

 

      • À noite, sente-se com um diário e anote “Coisas que eu criei hoje”. Então observe todas as coisas que aconteceram hoje (boas e ruins) e reafirme que você é a pessoa que os criou. Sinta o poder que você conseguiu disto (mesmo se você teve um dia ruim). Não se culpe – apenas reafirme seu poder e decida melhorar um pouco amanhã. Este único exercício pode mudar a sua percepção e prazer na vida radicalmente, se você permitir que ele funcione por um período mínimo de 30 dias.

Cumpra-o e você vai se tornar uma autoridade de sua própria vida em breve.

 

Traduzido e adaptado do post original de Patrick Stoeckmann do blog Unwrap Your Mind

 

Confira os 7 Princípios da Huna:

IKE – O mundo é o que você pensa que é
KALA – Não existem limites, tudo é possível
MAKIA – A energia flui para onde a atenção vai
MANAWA – Agora é o momento de poder
ALOHA – Amar é ser feliz com
MANA – Todo o poder vem de dentro (este artigo)
PONO – Eficácia é a medida da verdade


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Consciência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Como escolher a terapia mais adequada?

A psicologia é composta por diferentes enfoques ou abordagens quando o assunto &eac…