Home Bem-estar Alimentação Qual é o consumo ideal de chocolate para crianças?

Qual é o consumo ideal de chocolate para crianças?

8 min de leitura
0
0

Os chocolates podem, sim, fazer parte de uma alimentação saudável, contanto que sejam respeitadas as quantidades a serem consumidas.

Brownie de Banana e Cacau

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (ABICAB), a entrada de chocolates nos lares brasileiros, em 2020, foi de 90,1%.

A pesquisa também indicou que a média mensal de compras deste produto atingiu 55,4% apenas no ano passado. Os dados apontam que o alimento é consumido em grande escala no país.

Dia 7 de julho é celebrado o Dia Mundial do Chocolate. A data traz à tona um importante tema que deve ser discutido dentro de casa: a quantidade ideal para crianças consumirem o doce sem afetar a saúde. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Federação Nacional de Nutricionistas (FNN), o consumo destes tipos de alimento, durante a infância, só deve iniciar a partir dos dois anos.

Mesmo nessa idade, é aconselhado limitar o alimento, sendo indicado uma ingestão de apenas 25 gramas por dia, o que corresponde a duas colheres de sopa. Géssica Calza, nutricionista do Colégio Seriös, explica o motivo.

“Chocolates têm uma enorme quantidade de açúcar – especialmente o chocolate ao leite, um dos preferidos da criançada. Entretanto, o cacau em si representa muito pouco na composição e é bem amargo. O chocolate, na verdade, só se torna doce por conta dos fabricantes, que adicionam bastante açúcar e gordura em sua composição”, explica.

Contudo, a profissional informa que, diferente do que muitos acreditam, esses doces podem ser incluídos na rotina alimentar de uma criança. Os pais e/ou responsáveis devem estar atentos apenas à quantidade consumida por dia. Portanto, torna-se necessário equilibrar o cardápio. Além disso, é fundamental compreender que os chocolates devem ser oferecidos como complemento das refeições, como sobremesas, e nunca como substitutos de cafés da manhã, almoços e jantares.

“Os chocolates podem, sim, fazer parte de uma alimentação saudável, contanto que sejam respeitadas as quantidades a serem consumidas. Ao invés de comer uma barra inteira de chocolate, deve-se comer apenas um “quadradinho” por dia, por exemplo”, aconselha a nutricionista do Seriös.

Quando a alimentação foge do ideal e ocorrem excessos, os pais devem estar atentos. Segundo Géssica, a quantidade de guloseimas que cada criança irá comer poderá variar de acordo com a idade, peso, hábitos familiares e exercícios físicos praticados. Mesmo assim, o ideal é acompanhar de perto para auxiliá-los a manter uma dieta nutritiva e variada.

A nutricionista ainda informa que, o ideal, é um consumo de chocolate com 65% de cacau em sua composição, pelo menos. Fins de semana são ótimos dias para que a família fuja um pouco da rotina e ofereça esses alimentos como sobremesas.

“O melhor a fazer é dar preferência ao chocolate meio amargo ou amargo. Eles têm um índice de gordura menor, praticamente não tem açúcar e conta com bastante cacau. Potássio, zinco e selênio também estão presentes, além de propriedades antioxidantes, que ajudam a acelerar o metabolismo e diminuir a resistência à insulina”, informa.

Além disso, o chocolate amargo pode proporcionar uma sensação de bem-estar, ajuda a controlar a pressão, e estabiliza o colesterol e glicose. Por isso, é necessário saber escolher. “O chocolate branco, por exemplo, é a pior opção, visto que não possui nenhum percentual cacau, apenas gordura e açúcar”, destaca.

Confira agora a receita do brownie:

BROWNIE DE BANANA E CACAU

Ingredientes:

  • 2 bananas nanicas médias bem maduras
  • 2 colheres de sobremesa de cacau em pó
  • 2 colheres de sopa de farinha de aveia
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco

Modo de preparo:

1) Pré-aqueça o forno a 180º;

2) Bata no liquidificador todos os ingredientes até ficarem homogêneos;

3) Coloque a massa em uma assadeira untada;

4) Leve ao forno por, aproximadamente, 15 minutos;

5) Retire e deixe esfriar.

 

 

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Alimentação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Alergias: Atenção redobrada na alimentação das crianças

A Dra. Patty Terrivel, pediatra humanizada, ressalta a importância de apresentar ali…