Home Bem-estar Por Que Adoecemos?

Por Que Adoecemos?

5 min de leitura
0
0

Durante toda a minha vida, nas vezes em que fiquei doente a primeira pergunta que vinha em minha cabeça era: “Mas por quê?”

Sempre achei que deveria haver uma razão para tudo e que com a doença não seria diferente.

Deveria haver um propósito, algo que eu tinha que aprender com aquilo e, no meu pensamento, quanto mais rápido eu descobrisse e aprendesse, mais rápido eu iria me curar.

Mais tarde descobri que tinha razão e que essa relação entre cada doença e sua causa emocional é estudada por uma área da psicologia chamada psicossomática.

Segundo Jung, todo sintoma é psicossomático e pode ser um meio para que o processo do autoconhecimento possa acontecer.

Então, se a doença é um empurrão para o autoconhecimento, ela existe para que possamos sair da estagnação e evoluir mais rápido.

Na teoria parece perfeito, mas na prática não é tão simples assim. Se fosse fácil compreender onde estamos errando, eliminar resistências e mudar padrões de pensamento e de comportamento, poderíamos fazer isso espontaneamente, sem nem mesmo precisarmos da doença.

Daí vem a necessidade do profissional de saúde ter sensibilidade ao tratar seu paciente: Muitas vezes esse processo de autoconhecimento é mais doloroso do que a doença em si.

Percebo na minha prática clínica que o mais difícil para o paciente não é enxergar o que há de errado com ele, pois quase sempre ele já tem a intuição de que aquele comportamento ou pensamento não é adequado, ele apenas ainda não o tinha relacionado com a sua doença.

O mais difícil é sair da zona de conforto e se esforçar para se melhorar.

Nesse momento, o ideal é o paciente sentir que está sendo apoiado (e não cobrado) e entender que o Universo é sábio: Se a doença apareceu naquele momento é porque ele já tem maturidade suficiente para lidar com o fato e subir mais um degrau em direção a sua evolução.

 

Kellen Calixto de Melo,  Terapeuta Quântica na Clínica Haya


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Bem-estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Eu Maior: Um filme sobre autoconhecimento e felicidade

Lançado em 2013, o documentário Eu Maior trouxe uma reflexão contempo…