man in white dress shirt holding black tablet computer

Diagnóstico precoce da Doença de Crohn ajuda na manutenção da qualidade de vida dos pacientes

Conhecida por acometer o apresentador Evaristo Costa, patologia cresce 12% ao ano no Brasil; especialista do Vera Cruz Hospital, em Campinas (SP), orienta sobre sintomas e tratamento

Distúrbio inflamatório do trato gastrointestinal, a Doença de Crohn ganhou evidência na última semana, após o apresentador Evaristo Costa, de 47 anos, ficar internado para tratar complicações decorrentes do problema.

A patologia causa inúmeros sintomas. “Diarreia intensa, presença de sangue nas fezes, dor abdominal, febre, perda de peso, desnutrição, lesões ao redor do ânus e outros, que podem afetar desde a boca até o ânus”, explica Luiz Bertoncello, coloproctologista do Vera Cruz Hospital, em Campinas (SP).

O problema merece atenção especial e o diagnóstico precoce é importantíssimo para evitar complicações. Segundo um estudo da USP (Universidade de São Paulo) sobre tendências de doenças inflamatórias intestinais no Brasil, publicado pela revista The Lancet Regional Health Américas, a Doença de Crohn cresce 12% ao ano no Brasil, com maior incidência nas regiões Sul e Sudeste.

PUBLICIDADE

“É uma das mais frequentes alusivas à inflamação intestinal, ao lado da retocolite ulcerativa. Apesar de distintas, elas têm algumas semelhanças: são crônicas, de longa duração, têm recorrência (recaída) e períodos de bem-estar (remissões), geralmente afetam pessoas entre 10 e 40 anos de idade, mas também podem surgir em idosos. Ambas são relacionadas com a autoimunidade do paciente”, destaca o especialista.

Dr. Luiz Bertoncello – Crédito Matheus Campos

Segundo Bertoncello, a doença tem causas complexas, que podem ter relação com imunidade, fatores ambientais, infecciosos e genéticos.

“O diagnóstico envolve uma avaliação clínica e uma série de exames, como análises de sangue, fezes, colonoscopia e/ou endoscopia com biópsia, além de exames de imagem”.

O tratamento varia conforme o estágio. “O reconhecimento precoce dos sintomas é fundamental para um tratamento eficaz. Por isso, consultar um especialista é crucial para prevenir complicações, como intervenções cirúrgicas, por exemplo. Com o acompanhamento adequado, é possível obter uma melhora significativa da qualidade de vida, uma vez que a doença não tem cura, mas pode ser controlada”, conclui.

Sobre o Vera Cruz Hospital

Há 80 anos, o Vera Cruz Hospital é reconhecido pela qualidade de seus serviços, capacidade tecnológica, equipe de médicos renomados e por oferecer um atendimento humano que valoriza a vida em primeiro lugar. A unidade dispõe de 166 leitos distribuídos em diferentes unidades de internação, em acomodação individual (apartamento) ou coletiva (dois leitos), UTIs e maternidade, e ainda conta com setores de Quimioterapia, Hemodinâmica, Radiologia (incluindo tomografia, ressonância magnética, densitometria óssea, ultrassonografia e raio x), e laboratório com o selo de qualidade Fleury Medicina e Saúde.

Em outubro de 2017, a Hospital Care tornou-se parceira do Vera Cruz. Em quase seis anos, a aliança registra importantes avanços na prestação de serviços gerados por investimentos em inovação e tecnologia, tendo, inclusive, ultrapassado a marca de duas mil cirurgias robóticas, grande diferencial na região e no interior do Brasil. Em médio prazo, o grupo prevê expansão no atendimento com a criação de dois novos prédios erguidos na frente e ao lado do hospital principal, totalizando 17 mil m² de áreas construídas a mais.

Há 35 anos, o Vera Cruz criou e mantém a Fundação Roberto Rocha Brito, referência em treinamentos e cursos de saúde na Região Metropolitana de Campinas, tanto para profissionais do setor quanto para leigos, e é uma unidade credenciada da American Heart Association. Em abril de 2021, o Hospital conquistou o Selo de Excelência em Boas Práticas de Segurança para o enfrentamento da Covid-19 pelo Instituto Brasileiro de Excelência em Saúde (IBES) e, em dezembro, foi reacreditado em nível máximo de Excelência em atendimento geral pela Organização Nacional de Acreditação.

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *