Aceitação

8 min de leitura
0
0
Arte de Asif Akbar, ÍndiaQuem já praticou o silêncio sabe, depois de um tempo a mente desiste. Desiste de tentar fazer você falar e finalmente aceita o que lhe é posto. É assim também quando tentamos de todas as maneiras que podemos, pensar, mudar a realidade, melhorar as coisas, encontrar saídas, até percebermos que certas coisas não dependem só de nós para serem mudadas.

A mudança que muitas vezes almejamos só nos pode ser concedida por algo Superior a nós mesmos, só nos pode ser concedida por Deus.É como viver sob uma guerra, uma revolução, uma crise.

De repente, você se vê no meio do caos, passando necessidades e privações. Então, você se pergunta: “Que culpa tenho eu disso?”, “Fiz alguma coisa para merecer isso?”. Você acaba também percebendo que, além de não ter culpa pelo fato, você nada pode fazer para mudá-lo; você não pode findar a guerra, pode? Se dependesse apenas de você botar um ponto final em tudo isso… Mas não é assim, suas forças não o podem.

Enfrentar a guerra, o caos, o inverno pessoal requer muita força. Nesse momento está em jogo a sua vida. Todo cuidado é necessário. Se você se desesperar ou tentar rebelar-se, pode acabar sucumbindo. Nesta realidade, só lhe resta aceitar.Aceitação é a única chave que você tem para atravessar o caos e abrir as portas de sua liberdade e sobrevivência. E aceitar não é lá coisa muito fácil, exige uma requintada combinação. Aceitar não é gostar do fato, você continua detestando a dor e o caos, mas também não é acostumar-se com a dor. Aceitar requer clara percepção, paciência, resistência e esperança.

Você percebe a realidade à sua volta, percebe os males e sofrimentos que te traz, mas porque a Vida que pulsa dentro de você fala mais alto, consegue acreditar que um dia vai acabar. Por mais que demore, sabe que acabará e por isso necessita de toda a paciência e resistência para sentir a dor e ao mesmo tempo amenizá-la com a esperança de que ainda irá viver os sonhos que foram interrompidos ou impedidos de começarem a brotar. A sua capacidade de sonhar e a sua fé na plena concretização e experimentação desses sonhos é que te fazem resistir à dor, continuar respirando, enfrentar a escuridão e superar o caos com o mínimo de feridas e com vida!

Quando você percebe que de nada adianta debater-se, fazer força, desesperar-se; que ao contrário, isso só te faz perder energia, você decide-se a aplicar toda sua energia em obter mais energia, guardar a que já possui e concentrar-se em seus sonhos, porque você sabe que o poder para mudar certas realidades não provêem diretamente de você, mas através de você, pode pedi-lo, reclamá-lo e manifestar esse Poder Maior.

Quem passa por uma guerra, mundial ou pessoal, com o mínimo de marcas, consegue entender que certos fatos independem de sua atuação, mas sempre lhe servem de proveito. Mesmo as dores ou dificuldades estão para o seu próprio bem. De alguma maneira incompreensível, os fatos vêm te ensinar, te lapidar e colaborar para o seu brilho pessoal.

Só cabe a você aceitá-los, ainda sem entendê-los, para o seu próprio proveito. Por isso, aceitar, confiar e descansar em Deus, são sinônimos, têm o mesmo efeito.

Pense mais ou menos assim: Você sabe o que quer, Deus sabe o que você precisa. É uma bela parceria. Ele nos concede algumas vontades, atende alguns desejos, e também nos oferece as lições necessárias para o desenvolvimento de nossa força e o crescimento de nossas almas.


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Sua Essência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Inverno: conheça as frutas típicas da estação

Muitas pessoas acabam ganhando alguns quilinhos extras durante os meses mais frios do ano.…