Home Bem-estar Saúde Os hábitos alimentares que ajudam na saúde bucal

Os hábitos alimentares que ajudam na saúde bucal

9 min de leitura
0
0

A alimentação é a base do funcionamento de todo o organismo. Já a boca, além de ser a porta de entrada para os alimentos, é o primeiro estágio da digestão e um dos mais importantes. Afinal, é o local no qual o alimento é preparado para processo de absorção dos nutrientes. Por isso, ingerir alimentos que ajudam na saúde bucal pode impactar na melhora do bem-estar como um todo.

Os hábitos alimentares que ajudam na saúde bucal

Com a ingestão de uma dieta balanceada e rica em variedade, é possível sentir os impactos na melhora da energia, na estabilidade do humor e até em um sistema imunológico mais fortalecido. 

Por isso, escolher bem a qualidade e os tipos de alimento consumidos é essencial para a manutenção da saúde.

Os impactos da alimentação na saúde bucal

A alimentação é a principal fonte de energia e nutrientes. É baseado na qualidade da dieta que o corpo se desenvolverá adequadamente, ou não, de acordo com a disponibilidade de recursos nutritivos. 

Essas substâncias são responsáveis pela odontogênese (que é formação dos dentes desde antes de seu surgimento na boca), da produção e qualidade salivar e até da propensão ao aparecimento e frequência das cáries.

O contrário também se prova verdadeiro. A má alimentação ou a carência de alimentos, principalmente na primeira infância, tem o potencial de causar deformidade na formação dos dentes – o que pode resultar na necessidade do uso do aparelho ortodôntico, no futuro – e a maior suscetibilidade no aparecimento de cáries.

Além disso, estudos indicam que a constante falta de vitamina D pode ser a principal causa da ocorrência de hipoplasia do esmalte que, por sua vez, é uma deficiência na formação do esmalte dental e a causa de manchas, ranhuras e sulcos que podem comprometer a estética do sorriso.

Este tipo de condição pode ser corrigido com a aplicação da lente de contato dental, que consiste na colocação de pequenas placas de cerâmica ao redor dos dentes que dão uma aparência mais uniforme e harmoniosa ao sorriso.

As consequências da má alimentação na aparência e saúde dos dentes

Esses são apenas alguns dos malefícios causados, principalmente, pela privação de alguns nutrientes. Mas a ingestão de certos alimentos em grandes quantidades ou frequência pode causar ainda mais problemas em dentes já maduros.

O consumo constante de bebidas ácidas, como refrigerantes e café, podem causar manchas nos dentes, deixando-os com aspecto amarelado e sem brilho. 

Esse é, inclusive, um dos principais motivos pelo aumento da procura de tratamentos estéticos como o clareamento dental, que visa devolver a cor e o aspecto original do sorriso , restabelecendo o sorriso.

A constância no consumo de alimentos industrializados e doces como balas, chicletes e chocolates, também pode ocasionar problemas sérios de cáries e outras doenças nos dentes. 

Isso porque o açúcar encontrado nesses alimentos auxiliam na fermentação bacteriana que corrói o dente. 

Além disso, esses tipos de aperitivos mais duros podem causar a quebra dental e o acúmulo de resíduos no aparelho movel, o que também propicia o aparecimento das cáries e demais inflamações.

Mais ainda a má alimentação pode originar ainda mais problemas como:

  • Sangramento da gengiva;
  • Doenças periodontais;
  • Aparecimento de aftas;
  • Feridas na cavidade bucal;
  • Doenças infecciosas.

Alimentos benéficos para a saúde bucal

Em contrapartida, existem alimentos que auxiliam na higiene e no fortalecimento da saúde dos dentes, como os alimentos ricos em cálcio e ferro que ajudam na proteção do esmalte e podem ser encontrados no brócolis, espinafre e na castanha do pará.

Já as maçãs, peras e cenouras auxiliam na limpeza e na hidratação da boca, removendo placas bacterianas e dificultando a formação das cáries.

Muitos desses alimentos devem ser ingeridos em sua forma natural e crua para a maior efetividade, além de ser importante se atentar aos hábitos que devem ser incorporados no cotidiano para complementar essa dieta. 

Mais ainda, a ida frequente ao dentista é de fundamental importância para a saúde bucal como um todo, bem como de todo o organismo.

A visita a cada seis meses é necessária para garantir a limpeza e saúde dos dentes, bem como a estética e a boa aparência. 

Isso porque o dentista poderá identificar possíveis problemas existentes e sugerir tratamentos que auxiliem na melhora da mordida e até na ingestão dos alimentos mais difíceis, como o aparelho e o implante dentário, por exemplo, que permitirá a melhor mastigação e, consequentemente, a absorção mais eficiente dos nutrientes. 

 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.


Publicidade


Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Dentista alerta para a necessidade da profilaxia para a saúde bucal

Profilaxia é um termo muito utilizado na medicina e na odontologia, que são medidas para p…