Home Bem-estar Saúde O flash da sua câmera pode ajudar a diagnosticar câncer ocular infantil

O flash da sua câmera pode ajudar a diagnosticar câncer ocular infantil

8 min de leitura
0
0

O retinoblastoma é um tipo de câncer que afeta os olhos de crianças até  7 anos de idade.

o-flash-da-sua-camera-pode-ajudar-a-diagnosticar-cancer-ocular-infantil

Enquanto na América do Norte não há mais vítimas da doença, no Brasil  35% dos pacientes morrem por causa de um diagnóstico tardio.

Entretanto, a maneira como o reflexo do flash aparece nas fotografias pode colaborar para o diagnóstico.

O oftalmologista da Clínica Belfort e presidente da Sociedade Pan-Americana de Oncologia Ocular,  Rubens Belfort Neto, explica que a leucocoria, reflexo anormal nos olhos das crianças (também conhecido como reflexo de olho de gato),  é um dos sintomas do retinoblastoma.

Ou seja, se nas fotos com o flash os olhos da criança tiverem reflexo branco em vez do reflexo vermelho normal, a recomendação é procurar o oftalmologista imediatamente.

Caso seja diagnosticado precocemente, as chances de cura são acima de 95%.

O problema é que mais da metade dos casos no Brasil são descobertos tardiamente.

Para mudar essa realidade, foi criado o dia nacional de conscientização e incentivo ao diagnóstico precoce do retinoblastoma. Realizada no próximo dia 18 de setembro, a data tem por objetivo esclarecer os pais sobre a doença.

Como diagnosticar o retinoblastoma nas crianças

Identificar o retinoblastoma é um grande desafio. Em 90% dos casos da doença, os pacientes possuem até 4 anos.

Nessa idade, as crianças ainda não conseguem se comunicar bem e muito menos reclamar que a visão está ruim.

Dessa forma, não há como saber se elas estão enxergando direito ou se  sentem dor nos olhos. Por isso, a participação dos pais é fundamental.

Sintomas do retinoblastoma

  • Leucocoria (reflexo de olho de gato / pupila branca nas fotos)

  • Estrabismo (olhos “tortos”, desalinhados)

  • Fotofobia (muita sensibilidade e aversão à luz)

  • Olhos vermelhos

  • Inflamação ocular

Tratamentos para câncer ocular infantil

A forma de tratar o retinoblastoma vai depender do estágio em que o tumor maligno se encontra.

Além disso, o oftalmologista também leva em conta se a doença afetou os dois olhos ou apenas um.

  • Cirurgia a laser: Só é uma opção recomendada pelo médico em estágio inicial. Ou seja, quando o tumor ainda é muito pequeno.

  • Radioterapia: Pode ser na forma convencional ou a Braquiterapia (cirurgia para colocar uma temporariamente uma placa radioativa dentro do olho do paciente).

  • Enucleação: É uma forma de tratar o tumor grande e que oferece risco de metástase.
    Para salvar a vida da criança é realizada uma cirurgia para a retirada do olho doente.

  • Quimioterapia: Hoje considerada a principal forma de tratamento, utiliza quimioterapia sistêmica ou injetada na artéria do olho, para combater as células do câncer.

  • Crioterapia: É um procedimento realizado para congelar o tumor maligno.

Causas do retinoblastoma

O tumor maligno pode ser ocasionado por uma herança genética de um dos pais da criança ou então surgir a partir de uma nova mutação.

De um jeito ou de outro, a doença é causada por uma alteração no cromossomo 13.

A diferença na origem do retinoblastoma indicará quais as chances de o indivíduo desenvolver o tumor nos dois olhos e de transmitir a doença para seus filhos.

Quando o retinoblastoma tem origem hereditária a mutação está presente em todas as células da criança e a doença pode surgir nos dois olhos.

Nestes casos a probabilidade de o tumor afetar os dois olhos é de 90%.

Além disto, estes pacientes têm chances de desenvolverem outros tipos de cânceres, especialmente sarcomas de partes moles e osteossarcomas.

Porém, o tipo mais comum da doença é o retinoblastoma esporádico não hereditário, que corresponde a 60% dos casos.

Neste caso, o tumor acomete apenas um olho e não há risco de transmissão para os filhos.

 

Artigo escrito pela equipe da Clínica Belfort. Este artigo contém apenas informações gerais sobre doenças oculares. Este texto não substitui a avaliação por oftalmologista


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *