Home Bem-estar Saúde Caso Bruno Graf – Relato da mãe Arlene Graf

Caso Bruno Graf – Relato da mãe Arlene Graf

5 min de leitura
0
0

Bruno era perfeitamente saudável e dez dias após receber a primeira dose da vacina Astrazeneca, em agosto de 2021, sofreu um AVC hemorrágico gravíssimo e irreversível. 

Ouça o relato completo da Sra. Arlene Graf, mãe de Bruno, sobre o que aconteceu com seu filho – concedido em entrevista a Leda Nagle.

O site institutumvitae.com.br explicou sobre esses efeitos colaterais graves:

A vacina da AstraZeneca pode causar um efeito raro e grave chamado Trombocitopenia (plaquetas baixas) e trombose imunológica induzida por vacina, termo inglês conhecido como VITT.

Ao contrário do que muitos acham, esse efeito colateral não é exclusivo da vacina AstraZeneca, mas também já foi observado com as vacinas da Pfizer e Moderna, apesar de serem mais raros ainda.

Esses efeitos colaterais graves são mais observados em jovens, por esse motivo o Reino Unido chegou a não a indicar a vacina da AstraZeneca para pessoas abaixo de 40 anos, e outros países como a Dinamarca, por exemplo, suspenderam a AstraZeneca, pois os riscos superavam os benefícios.

Outros países como a Alemanha, chegaram a indicar a vacina da AstraZeneca apenas para idosos, pois o risco desses eventos adversos graves eram menores nesse grupo.

No entanto, no Brasil, a vacina da AstraZeneca é liberada para todas as pessoas com mais de 18 anos, com algumas poucas exceções como grávidas, por exemplo.

No Brasil é repetido diariamente o jargão “vacina boa é vacina no braço”, mas isso pode acabar matando alguém, como foi o caso do jovem advogado de Blumenau, 28, Bruno Graf, sem comorbidades, segundo informações de sua própria mãe, Arlene Ferrari Graf.

10 dias após tomar a vacina AstraZeneca, o Bruno veio a falecer por conta de um AVC hemorrágico devido à trombocitopenia trombótica imune.

Hoje, a mãe de Bruno, @arlene_ferrari, chora a perda do filho que deixou esse mundo de forma precoce. Uma morte que poderia ter sido evitada.

Com o passaporte sanitário é esperado que muitas pessoas também percam a vida de forma precoce, pelo simples fato de “cumprirem a lei”.

Uma “lei” que pode te levar à morte, seria no mínimo absurdo.

A mãe de Bruno chegou até mesmo a enviar uma carta emocionante ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, relatando o caso. A íntegra da carta pode ser lida no link abaixo. 

Fonte: https://medicospelavidacovid19.com.br/cartas/leia-a-integra-da-carta-de-arlene-mae-de-bruno-graf/?_ga=2.238040576.1458163418.1631752774-1849504128.1631752774

Qualquer efeito colateral de vacinas ou medicamentos, relate em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/fiscalizacao-e-monitoramento/notificacoes/vigimed

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Estudo do NIH observou que a vacina do COVID afeta o ciclo menstrual

RESUMO DA MATÉRIA Um estudo, descobriu que as pessoas que receberam vacinas do COVI…