Home Espiritualidade Derek Prince: O Poder Secreto do Jejum e da Oração

Derek Prince: O Poder Secreto do Jejum e da Oração

6 min de leitura
0
0

Este é um Estudo Bíblico original, ensinado por Derek Prince. Em Mateus, quando Jesus diz: “Quando você orar”, todos nós aceitamos que Ele pretende que a oração seja uma parte fundamental de nossa vida como cristão. Mas então como respondemos quando Jesus diz: “Quando você jejuar”? Descubra o mandato de Deus para jejuar – e os benefícios e efeitos relacionados a ele.

Video: Canal Palavra Alimento Diário

‘Por que jejuamos’, dizem,
‘e não o viste?
Por que nos humilhamos,
e não reparaste?’
Contudo, no dia do seu jejum
vocês fazem o que é do agrado de vocês
e exploram os seus empregados.

Seu jejum termina em discussão e rixa
e em brigas de socos brutais.
Vocês não podem jejuar como fazem hoje
e esperar que a sua voz seja ouvida no alto.

Será esse o jejum que escolhi,
que apenas um dia o homem se humilhe,
incline a cabeça como o junco
e se deite sobre pano de saco e cinzas?
É isso que vocês chamam jejum,
um dia aceitável ao ­Senhor?

(Isaías 58: 3-5)

Para as pessoas aqui descritas, o jejum era apenas uma parte aceita do ritual religioso, o tipo de jejum praticado pelos fariseus nos dias de Jesus. Em vez de arrependimento real ou auto-humilhação, eles continuaram com assuntos seculares normais e mantiveram atitudes de ganância, egoísmo, orgulho e opressão.

O tipo de jejum que agrada a Deus, por outro lado, surge de motivos e atitudes totalmente diferentes:

“Para soltar os grilhões da impiedade, desfazer as cargas pesadas, deixar em liberdade os oprimidos e quebrar todo jugo” (Isaías 58: versículo 6).

As escrituras e a experiência confirmam que há muitos laços que não podem ser soltos, fardos que não podem ser desfeitos, jugos que não podem ser quebrados e muitos oprimidos que nunca serão libertados até que o povo de Deus – e especialmente seus líderes – obedeça ao chamado de Deus para o verdadeiro jejum e oração.

Isaías continua a descrever nossas atitudes corretas para com os necessitados e oprimidos:

“Para repartir o teu pão com os famintos, e trazeres para tua casa os pobres que são expulsos; quando vires o nu, que o cubras, e não te escondas da tua própria carne” (Isaías 58: versículo 7).

O jejum deve estar unido à caridade sincera e prática em nossos tratos com os que nos rodeiam — especialmente, com aqueles que precisam de nossa ajuda em assuntos materiais e financeiros.

Oração

Obrigado, Senhor, pelo sangue de Jesus. Obedecerei ao chamado de Deus para jejuar e orar como a maneira escolhida por Deus para soltar laços, desfazer fardos, libertar os oprimidos e quebrar jugos. Proclamo que Satanás não tem lugar em mim, nenhum poder sobre mim, nenhuma reivindicação incerta contra mim. Tudo foi resolvido pelo sangue de Jesus! Amém.

Livro

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Espiritualidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Malhar em jejum realmente ajuda a emagrecer? Entenda como

Especialista explica os benefícios dessa prática, que pode queimar até…