Home Bem-estar Saúde Dicas de como combater a artrose no inverno

Dicas de como combater a artrose no inverno

10 min de leitura
0
0

Mesmo sem comprovação científica, dor aumenta no inverno. Nos joelhos, a doença avança, principalmente, devido ao sobrepeso. Além de perda de peso, alimentação rica em nutrientes anti-inflamatórios e prática de exercícios resistidos podem aliviar a dor

artrose
Foto: Freepik

Apesar de ainda não haver comprovação científica que relacione a dor nas articulações, com a chegada do inverno, muitas pessoas comentam que, nesta época do ano, as dores aumentam. O fato é que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população mundial com mais de 65 anos têm artrose. No Brasil, 15 milhões de pessoas sofrem com a doença, de acordo com números do Ministério da Saúde.

A artrose é um problema degenerativo das articulações gerado por uma inflamação. A doença envolve tanto as cartilagens, ossos e pode ocorrer em todas as articulações do corpo, incluindo joelhos, coluna, mãos, com muita dor e déficit de movimento com rigidez.

De acordo com o médico ortopedista, Marco Aurélio de Campos Silva, apesar de observar o aumento da dor em pacientes no inverno, isso é um mito. “O que pode acontecer é que, no inverno, a tendência das pessoas é diminuir a prática de atividade física e isso pode ocasionar no aumento da dor. Nesse período também pode haver aumento da rigidez articular que pode ser interpretada como dor pelo paciente”, explica.

Para amenizar as dores que a artrose causa, uma somatória de ações pode ajudar a trazer mais qualidade de vida aos pacientes e atrasar a indicação de procedimentos cirúrgicos. “O primeiro passo é detectar o que está causando a artrose. A obesidade, por exemplo, é um dos fatores de risco para artrose nos joelhos, uma vez que o excesso de peso acelera o desgaste da articulação, portanto a perda de peso é fundamental. Se a causa da doença for alguma doença reumática, o correto é encaminhar o paciente ao reumatologista”, explica o médico ortopedista, Marco Aurélio de Campos Silva, fundador do Instituto Apex, clínica voltada ao cuidado global da saúde. Outra possibilidade é a injeção de ácido hialurônico nos joelhos, que alivia bastante a dor.

A dor começa quando a pessoa se movimenta ou se exercita e vai evoluindo para casos mais graves podendo durar 24 horas por dia. “A artrose de joelho não tratada pode levar à indicação para cirurgia de prótese no joelho, na qual você retira o osso doente e o substitui por peças da prótese. Resumindo, seu joelho nunca mais será o mesmo”, disse o médico.

Além do sobrepeso, outra causa da artrose no joelho está ligada ao desalinhamento articular das pernas, os joelhos em varo, também conhecido como “pernas de cowboy”. Nesse caso, as pernas os joelhos ficam afastados uns dos outros e uma parte do joelho acaba desgastando mais do que a outra.

Ao contrário do que recomendam muitos especialistas, o Apex indica a prática de exercícios de impacto, como a musculação, para a prevenção e tratamento, dependendo do estágio da doença. A ioga e a isometria também são boas alternativas. “Essas atividades melhoram a dor e fortalecem a musculatura”, reforça.

Dependendo do grau de inflamação, o Apex indica o uso de anti-inflamatórios via oral por um curto período, mas desde que seja monitorado pelo médico. “O uso prolongado de anti-inflamatório pode provocar úlcera, insuficiência renal e gastrite”, alerta Dr. Marco Aurélio.

O mais indicado pelo Instituto Apex é o uso de anti-inflamatórios fitoterápicos de longa duração. “Eles não têm a mesma potência dos tradicionais, mas podem ser usados por até seis meses, aliviando muito a dor”, afirma.

Outra questão muito importante está associada à alimentação. Segundo Dr. Marco Aurélio, alimentos como castanhas, sementes, frutas vermelhas, cúrcuma, alho, gengibre e os que contenham ômega 3 são excelentes anti-inflamatórios, ajudando a aliviar a dor.

“Temos uma visão positiva, tentando sempre encontrar a melhor solução para o tratamento da doença individualmente. A intenção é atrasar a indicação de cirurgia, evitando o progresso da doença para que as pessoas tenham uma vida mais ativa, com maior qualidade. Dessa forma, com a chegada do inverno, manter a prática de exercícios e uma alimentação rica em nutrientes anti-inflamatórios ajudará bastante na prevenção a dor”, completa.

Também pode causar artrose o reumatismo, a artrite reumatoide e a prática exercícios de maneira incorreta. Na coluna, a dor conhecida como bico de papagaio, está mais ligada a má postura, a pouca musculatura abdominal e lombar e a pegar muito peso. Nas mãos, o principal fator é o movimento repetitivo.

Sobre o Instituto Apex

O instituto Apex é uma clínica médica voltada a proporcionar qualidade de vida e performance às pessoas. Com olhar humano, a clínica pratica os mais recentes conceitos da boa prática médica em uma equipe interdisciplinar. O objetivo é recuperar a qualidade de vida das pessoas com modelo de prevenção e tratamento das doenças através dos conhecimentos médicos e da pratica de atividade física.

O instituto foi fundado pelo médico ortopedista, Marco Aurélio de Campos Silva. Ele é especialista em cirurgia do quadril, em reconstrução e alongamento ósseo e membro titular Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico e da AO trauma. Também é responsável pelo grupo de trauma ortopédico do Hospital Santa Marcelina e é coordenador do serviço de Ortopedia e Traumatologia do HospitalDay Ermelino Matarazzo.


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Artrite: inflamação da articulação pode ter causas diversas

A inflamação de uma articulação, a denominada artrite, pode ser ocasionada por diversos fa…