Mulher sorrindo segura 4 sorvetes na casquinha sabores baunilha chocolate e morango

Gelato x Sorvete: qual é a diferença entre os dois?

Sobremesas clássicas do verão, os preparos se diferenciam em textura, ingredientes e modo de produção

O verão chegou ao hemisfério Sul, trazendo consigo temperaturas elevadas e aumentando consideravelmente o consumo de sobremesas geladas como os tradicionais sorvetes e gelatos.

De acordo com a ABIS (Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes), existem mais de 11 mil empresas ligadas ao setor de sorvetes e gelatos operando no Brasil, e dentre estas, estimasse que 10% são gelaterias artesanais.

Dados complementares apontam que o mercado vem crescendo consideravelmente nos últimos anos: em 2022 o faturamento do setor foi de R$14 bilhões, representando um aumento de 10% em relação a 2021, sendo 20% desde total gerado pelas gelaterias artesanais e 80% pelas grandes indústrias.

PUBLICIDADE

Esse crescimento foi impulsionado pela popularização da cultura do gelato, pela busca por produtos mais saudáveis e pelo aumento de renda da população. Mas o que, de fato, diferencia os sorvetes dos gelatos?

“A grande maioria dos sorvetes é constituída de ingredientes básicos como leite, açúcar, gordura, água, aromatizantes, estabilizantes e emulsificantes. É realizada uma mistura desses ingredientes, chamada de calda, que é pasteurizada, homogeneizada e congelada. No processo de congelamento, é onde ocorre a incorporação do ar, com objetivo de deixar o produto mais leve e macio”, explica Matheus Krauze, sócio proprietário da rede de gelatos artesanais SOFT.

A legislação brasileira não considera diferenciais de ingredientes ou qualidade, por isso surgem termos mercadológicos criados para categorizar produtos de maior qualidade, que utilizam processos, ingredientes e equipamentos diferenciados na produção.

“No caso de hamburguerias o termo escolhido foi o gourmet. No caso do sorvete, gelato, que é a tradução literal em italiano da palavra sorvete”, explica Matheus. Esta nova categoria de mercado só surgiu no Brasil a partir da década de 1990, quando começaram a emergir sorveterias artesanais, que produziam sorvetes com ingredientes frescos e selecionados.

Os grandes diferenciais do gelato no molde original, o italiano, estão na forma de preparar a sobremesa.

“Ao contrário dos sorvetes tradicionais, que utilizam gorduras vegetais como óleo de coco, palma e girassol, o gelato italiano utiliza a gordura animal na sua produção: leite integral, creme de leite, nata e/ou manteiga”, complementa Matheus.

Os insumos utilizados no gelato também são naturais, e não há adição de conservantes, corantes e aromatizantes artificiais, como no sorvete tradicional.

“Por conter ingredientes naturais, o prazo de validade do gelato é mais curto que o do sorvete. Também por esse motivo, as gelaterias possuem a cozinha de produção anexada a loja, garantindo que o produto esteja sempre fresco”, elucida o empresário.

Outro diferencial entre as sobremesas é a temperatura em que são servidas. Enquanto o sorvete tradicional fica a – 20°, tanto no supermercado quanto no freezer da casa do consumidor, o gelato é servido a – 13° e o sorvete soft a – 8°.

“A temperatura de serviço é inversamente proporcional a quantidade de gordura e açúcar que precisa ser adicionado. Quanto mais frio, menor é a percepção de sabor, portanto é necessário adicionar mais ingredientes saborizantes.

A gordura e açúcar também tem poder anti congelamento na mistura: quanto mais fria a temperatura, mais gordura e açúcar é necessário para deixar o sorvete cremoso. Portanto, o gelato tende a ser mais saudável do que o sorvete de massa”, argumenta Matheus.

A SOFT Ice Cream, rede de sorveteria artesanal criada por Matheus em 2020 e que hoje trabalha com molde de franquias e lojas próprias, segue o padrão do tradicional gelato na produção de suas casquinhas artesanais.

2 mãos seguram sorvetes um rosa e um marrom
Imagem Divulgação SOFT Ice Cream

“Seguimos os princípios do gelato italiano, de ingredientes e balanceamento de receita (percentual de gorduras e açucares), porém nosso serviço é feito na máquina de sorvete expresso, também chamado de sorvete italiano ou soft serve ice cream nos Estados Unidos”, comenta.

O modelo de produção adotado pela empresa visa entregar um produto artesanal e natural, utilizando os melhores ingredientes. “A experiência que entregamos com a SOFT é pioneira em nosso país”, finaliza.

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *