Home Bem-estar Alimentação Estudo da Harvard: Consumir carne vermelha todo dia aumenta risco de morte

Estudo da Harvard: Consumir carne vermelha todo dia aumenta risco de morte

4 min de leitura
0
0

Foi divulgado hoje os resultados da pesquisa realizada por especialistas da Universidade de Harvard.

Segue o trecho da notícia no G1 – Consumir carne vermelha todo dia aumenta risco de morte, diz estudo

Uma pesquisa norte-americana afirma que comer uma porção diária de carne vermelha processada (como salsichas e bacon) pode aumentar o risco de morte prematura em até 20%, enquanto que ingerir carne sem processamento elevaria em 13% este risco.

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (12), em estudo realizado por especialistas da Universidade Harvard, que contou com dados de mais de 120 mil pessoas dos Estados Unidos. O estudo oferece evidências de que comer carne vermelha aumenta o risco de enfermidades cardíacas e câncer. Além disso, sugere que substituí-la por peixe e carne de aves poderia reduzir o risco de mortalidade.

… Substituir a carne vermelha por nozes provou que o risco de mortalidade cairia em 19%, enquanto que o consumo de grãos inteiros e aves diminuíram o risco em 14%. Já o consumo de peixes fez cair o risco em 7%.

Doenças cardíacas e câncer

A carne vermelha processada contém ingredientes como a gordura saturada, sódio, nitratos e outras substâncias cancerígenas que estão ligadas a muitas doenças crônicas, incluindo doenças cardíacas e câncer.

Dean Ornish, médico e nutricionista da Universidade da Califórnia, em San Francisco disse que “Consumir menos carne vermelha pode ajudar a reduzir a mortalidade devido a essas doenças e reduzindo, assim, os custos com saúde”.

 

Além disso, já sabemos que o consumo de carne também prejudica o planeta, não é? Mais um motivo para revermos nossos hábitos.

Leia na íntegra: G1 – Consumir carne vermelha todo dia aumenta risco de morte, diz estudo – notícias em Ciência e Saúde


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Alimentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *