Home Livros “Deixe sua casa em perfeita ordem antes de criticar o mundo”

“Deixe sua casa em perfeita ordem antes de criticar o mundo”

15 min de leitura
0
0

Antes de querer consertar o mundo, dê 3 voltas dentro de sua casa – Provérbio Chinês

Jordan B. Peterson, ou apenas Jordan Peterson, é um conhecido psicólogo e professor da Universidade de Toronto no Canadá. Além de psicólogo clínico, ele também é palestrante e ensaísta da TVOntario – uma estação de televisão educativa e organização de mídia educacional canadense. Dentro da psicologia, ele estuda mais especificamente duas áreas: a psicologia da crença, que inclui religião, mitologia e ideologia política; e a avaliação e melhoria da personalidade, que inclui, a aplicação da criatividade e o desempenho acadêmico e industrial.

Ele é autor dos livros “Mapas do Significado: A Arquitetura da Crença“, e do livro “12 Regras para a Vida: Um Antídoto para o Caos“. Em inglês, respectivamente, “Maps of Meaning: The Architecture of Belief“, e “12 Rules for Life: An Antidote to Chaos“.

Hoje, a sugestão é refletirmos um pouco sobre uma destas regras citadas no livro “12 Regras para a Vida”.

Regra nº 6: Deixe sua casa em perfeita ordem antes de criticar o mundo

(ou do original, em inglês: Set your house in perfect order before you criticize the world)

Bem, a primeira coisa que pensamos ao falar em deixar a casa em ordem é no sentido mais literal. E isso tem todo o sentido… rs. Tirar o pó dos móveis, varrer o piso ou aspirar os tapetes, carpetes e cortinas, organizar os objetos a volta, tudo isso traz a ordem, a limpeza e o bem-estar. Então, podemos começar pela sala, depois dormitórios, banheiros, cozinha, varanda.. todos os cantos da casa. 

Quem não mora em apartamento, pode olhar para o quintal e para o jardim também. Fora a nossa própria residência, podemos pensar em deixar em ordem também a mesa do escritório, o armário do banheiro do trabalho, aquela parte da geladeira que dividimos com nossos colegas de trabalho, o gaveteiro que temos na sala do escritório e que guardamos de tudo, de agendas antigas a pacotes de biscoitos de chocolate.. rs

Porém, a ideia aqui é irmos além, e encontrarmos um significado mais profundo nisso. 

Há um ditado chinês que coincide muito com esta regra nº 6, que diz assim: “Antes de querer consertar o mundo, dê 3 voltas dentro de sua casa“. Este ditado tem algumas variações, provavelmente por conta da tradução, como por exemplo: “[…], dê 3 voltas no seu próprio quarto.”, mas, o importante é que já nos mostra um caminho de como começar a buscar este sentido mais profundo.

A casa representa a nós mesmos. Quando os pensamentos estão desorganizados, atados ao passado, a acontecimentos antigos que não voltarão mais, ou quando nossos sentimentos estão a mil, ligados ao futuro com toda a ansiedade possível, então, a nossa casa interna reflete isso e responde a estes estímulos (ou desestímulos?). Ficamos cansados, desmotivados, procurando culpados pelos nossos insucessos, descontamos nas crianças, nos nossos pais, nos nossos cônjuges ou em quem estiver por perto, naquele desavisado que fizer a pergunta mais boba. Acabamos por não dormir nem nos alimentar direito.

A especialista em organização pessoal, empresária e escritora japonesa, Marie Kondo, que ficou ainda mais famosa após a série na Netflix, elucida muito bem estes aspectos ocultos da organização. Quando colocamos em ordem a nossa casa física externa – nossa residência ou ambiente de trabalho, conseguimos também organizar nossa casa física interior – nosso corpo.

Primeiro, olhamos, encaramos aqueles objetos que não são mais úteis para nós, que não nos servem mais, e ao deixá-los ir, abrimos espaço para o novo entrar. Observamos como passamos tanto tempo com algo que não nos pertence mais, que poderia levar alegria a outrem, mas que por medo de perder ou puro apego, não os deixamos ir. 

Ao limpar nossas gavetas cheias de papéis, entulhadas de boletos, de tickets de cinema, ou prateleiras repletas de livros, trecos e bugigangas que sabemos que nunca vamos reutilizar, limpamos também nossas ideias, abrimos espaço para a criatividade, revivemos os momentos que passamos e perdoamos. Muitas vezes, ao olharmos para a bagunça, lembramos de coisas que queríamos ter feito, planos que ficaram no plano dos planos, coisas que não fizemos por falta de tempo ou de vontade, por preguiça mesmo.

Se você sente que está tendo dificuldades para começar a organizar suas coisas, uma ferramenta bem interessante que sugiro é o Ho’oponopono, que é uma técnica terapêutica Havaiana, que está ficando cada vez mais conhecida ultimamente, onde a premissa é liberar memórias, lembranças através do perdão. Nesta técnica existem quatro frases principais: Eu sinto muito, Eu te perdoo, Eu sou grato (a), Eu te amo; que você pode repetir quantas vezes quiser ao longo do dia e antes de dormir. Ao olhar para alguém que te magoou (pode ser pessoalmente ou até mesmo através de uma recordação ou fotografia), ou ao olhar para um objeto que não lhe traz bons sentimentos, você pode amorosamente e silenciosamente, dedicar este mantra a eles. É possível também fazer este mantra para você mesmo, ao olhar para o espelho ou para algum objeto pessoal seu, uma roupa, por exemplo.

Fazendo assim, você verá que se tornará mais fácil organizar sua bagunça externa, e se desfazer de pertences que não tem mais utilidade e que poderiam ser doados, tornando-os úteis novamente, ao levar felicidade para outras  pessoas.

Acredito que esta é uma ferramenta poderosa que pode ajudá-lo a parar de procrastinar e colocar sua casa em ordem.

Assim, desta forma, olhamos para nós mesmos e temos a chance de também nos perdoar. E, então, conseguimos nos perdoar por falhar. Assim, como aos outros que falham. Podemos parar de ser tão críticos conosco mesmo, ou pior, tão complacentes com a gente e tão críticos com os outros. Olhamos para os outros e nos enxergamos. Nos enxergamos porque todos nós falhamos, todos nós fazemos planos que não conseguimos tirar do papel, todos nós acumulamos objetos, sentimentos, pensamentos atordoados, confusos e negativos. 

Mas, acima de tudo, todos temos a oportunidade de de tempos em tempos, poder rever conceitos, ideologias, crenças, e colocar em ordem aquela bagunça de fora e aquela de dentro, já que uma é o espelho da outra. Assim como nós somos uns os espelhos dos outros. 

Assim, finalmente, teremos a melhor oportunidade de todas, que Deus nos dá a cada dia, a chance de podermos melhorar como seres humanos.

Por isso, mãos à obra! 

Vamos arregaçar as mangas e organizar a casa toda. Ao fazer a nossa parte, com certeza, contribuiremos para melhorar o mundo, que é o maior espelho de todos. 

Dar o primeiro passo não é fácil, mas com toda a certeza, vale a pena tentar! :)

 

Artigo de Jessica Elisa B. Castilho Silva


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Livros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

DIY: 5 dicas para organizar fotos e deixar boas lembranças sempre à mão

Fotografias físicas reconquistam espaço na decoração, em &aacu…