Home Bem-estar Saúde Hidroterapia: um alento para quem tem câncer

Hidroterapia: um alento para quem tem câncer

6 min de leitura
0
0

Mais de meio milhão de casos de câncer é a estimativa para este ano, sendo que 60% dos pacientes com essa enfermidade são diagnosticados já em estágio avançado no Brasil. Próximo ao Dia Nacional de Combate ao Câncer (27/11), especialistas alertam para a importância de uma vida mais saudável.

Segundo o fisioterapeuta Rogério Celso Ferreira, da clínica Fisior Hidroterapia de Belo Horizonte (MG), alimentar-se bem e praticar atividades físicas são fatores que contribuem para uma melhor qualidade de vida e prevenção de doenças. Fazer check up médico e exames anualmente são imprescindíveis também, uma vez que muitas doenças sendo descobertas no início têm mais chances de tratamento.

 

Em busca da cura

Para aqueles que estão se recuperando do câncer, a hidroterapia pode ser uma importante aliada. Conhecida como fisioterapia aquática, esse tratamento consiste na realização de exercícios numa piscina terapêutica, com água aquecida, o que acelera a recuperação do paciente.

hidroterapia

Para Rogério Ferreira, o tratamento ainda tem como benefícios o fortalecimento dos músculos, aumento da amplitude dos movimentos, melhora do funcionamento cardiorrespiratório e da circulação sanguínea, assim como diminuição da dor, do estresse, dos problemas de postura, além de melhorar o conforto e a sensação de bem-estar.

“Após uma cirurgia para a retirada de tumor, o paciente precisa de atenção específica para a recuperação da mobilidade do segmento envolvido e as sessões de hidroterapia ajudam muito no alívio das dores e na prevenção e redução de edemas, pois, os exercícios na água causam menor impacto e ajudam com mais eficácia na reabilitação”, afirma o especialista.

De acordo com Ana Paula Oliveira, sócia da Fisior Hidroterapia e também especialista em hidroterapia, a água aquecida proporciona um trabalho aeróbico eficiente e aumenta a liberação da serotonina, o hormônio do prazer, que proporciona bem estar. “A hidroterapia amplia o conforto corporal do paciente e colabora no resgate da autoestima, que ajuda muito na aceitação da perda e na melhora do humor, principalmente nas mulheres que enfrentam a retirada dos seios devido ao câncer de mama”, completa a fisioterapeuta.

 

Sobre os especialistas

Rogério Celso Ferreira é fisioterapeuta formado pela UFMG, com mais de 20 anos de experiência profissional. Trabalhou no Hospital Sarah em Brasília (DF) e Salvador (BA), atuando com reabilitação ortopédica, traumatológica e neurológica. Proprietário e fisioterapeuta da Fisior Hidroterapia, em Belo Horizonte (MG); professor dos cursos de Fisioterapia e Educação Física da Universidade Salgado de Oliveira – UNIVERSO; e fisioterapeuta da Rede Fhemig.

Ana Paula Oliveira é fisioterapeuta formada pelo Unicentro Newton Paiva, pós-graduada em fisioterapia obstétrica e uroginecológica; especialista em hidroterapia e RPG. Proprietária e fisioterapeuta da Fisior Hidroterapia, em Belo Horizonte (MG).


Recomendados


Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Outubro Rosa – Campanha mundial de prevenção ao câncer de mama

O Outubro Rosa é um movimento mundial que existe há cerca de duas déc…