Home Bem-estar Saúde Psicologia Conheça 5 causas da Depressão

Conheça 5 causas da Depressão

13 min de leitura
0
0

A depressão consiste em um dos transtornos psicológicos mais comuns atualmente. Mas, apesar disso, você conhece as causas da depressão?

Os casos de depressão têm crescido assustadoramente no Brasil e no mundo, recebendo o nome de “o mal do século” – e não é por menos. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 300 milhões de pessoas espalhadas pelo planeta sofrem do transtorno psicológico. Mas, mesmo com esses dados alarmantes, pouco se discute a respeito das causas da depressão.

Desse número, estima-se que 11 milhões de brasileiros são afetados pela doença. Para os próximos anos, a projeção da Organização não é muito positiva, isso porque a depressão pode se tornar o transtorno mental mais incapacitante em 2020.

O que é a depressão?

A depressão consiste em um transtorno mental caracterizado pela tristeza profunda, vazio ou irritabilidade.

O que diferencia a depressão de qualquer outro tipo de situação cotidiana, de acordo com o DSM-V (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), é a duração e intensidade desses sintomas.

Um dos pontos que mais se destacam da doença são os pensamentos suicidas, geralmente motivados por culpas, autopunição, solidão e ausência de sentimentos positivos, como esperança e motivação.

Para se ter uma ideia, de acordo com a OMS, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos.

Essa é a segunda principal causa de falecimentos entre o público de 15 e 29 anos.

A depressão pode ser diagnosticada por meio de diversos sintomas, como:

  • Falta de apetite;
  • Desânimo excessivo;
  • Cansaço excessivo, mesmo exercendo poucas atividades ao longo do dia;
  • Ausência da demonstração de alguns sentimentos, como a alegria ou prazer (apatia);
  • Desinteresse;
  • Falta de empatia;
  • Sentimentos negativos mais aflorados e intensos, como medo, desespero, falta de esperança e pessimismo.

Além disso, pacientes ansiosos podem apresentar problemas para dormir (insônia), ausência de vontade em sair de casa ou interagir, dificuldade de concentração, mesmo nas atividades simples do dia a dia, esquecimento e diminuição da atividade sexual.

Causas da depressão

Apesar de pouco se saber popularmente a respeito das causas da depressão, cada vez mais os médicos, em suas várias áreas, têm se aprofundado em pesquisas para desvendarem todo o mistério que envolve as doenças psicológicas. E, como troféu, atualmente temos respostas para grande parte desses transtornos, inclusive a depressão.

Hoje sabe-se que o grande vilão da doença é o contexto social em que o paciente vive, entretanto, ele não é o único.

Confira abaixo as principais causas da depressão

  1. Histórico pessoal

Não apenas a depressão, mas também grande parte dos transtornos mentais, são motivados ou desencadeados por traumas da infância e adolescência.

Esses traumas podem ser resumidos em: violências sexuais, violências físicas ou psicológicas, acidentes graves, situações de estresse extremas, entre outros.

Nesse começo da vida, os indivíduos estão em formação não apenas corporal, mas também cognitiva e comportamental.

Por esse motivo, não possuem maturidade ou embasamento suficiente para lidarem com algumas situações, o que, por consequência, pode acarretar no desenvolvimento de diversos transtornos psicológicos, inclusive a depressão.

  1. Grandes perdas

Independentemente da idade, as perdas doem e podem gerar tristezas profundas.

Por isso, há pessoas que não conseguem lidar com algumas situações de perdas, como entes queridos, cargos, vagas na faculdade dos sonhos, filhos e outros casos.

Entendam: não lidar com essas situações jamais será sinal de fraqueza, não é disso que a depressão se trata! Alguns cenários podem ser mais traumáticos para uns do que para outros, o que gera sentimento de impotência, incompetência e rejeição, sendo uma das mais populares causas da depressão.

  1. Violência psicológica

Não apenas a violência física machuca. A violência psicológica pode ser mais prejudicial e fazer estragos que perdurarão por anos. Chantagens emocionais, ameaças, xingamentos, ofensas e gritarias são aspectos de violência que são capazes de marcar profundamente uma pessoa.

Por isso, podem ser responsáveis por desenvolver uma série de sentimentos negativos e, desse modo, se apresentarem como as principais causas da depressão, principalmente no público jovem e adolescente.

  1. Doenças físicas

É comum que pacientes que tiveram membros amputados ou foram diagnosticados com doenças terminais apresentem sintomas depressivos, geralmente causados pela falta de esperança e pessimismo.

  1. Fatores biológicos

Apesar do histórico pessoal, contexto familiar e profissional do paciente serem extremamente importantes, há alguns outros fatores responsáveis pelas causas da depressão, como é o caso dos fatores biológicos.

De modo geral, tanto a composição química do cérebro quanto a genética do indivíduo podem ser os vilões da história.

Além disso, diversos motivos justificam essa alteração química, como: alguns tipos de medicamentos, consumo excessivo de álcool ou drogas e o pós-parto.

Em que momento é necessário buscar ajuda?

O essencial é que o paciente busque ajuda de um psicólogo quando os primeiros sintomas começarem a surgir. Isso porque, quanto mais cedo acontecer o diagnóstico, mais rápido e possível será realizar o tratamento, diminuindo drasticamente as chances de uma depressão grave.

O diagnóstico e o tratamento devem ser feitos por meio de um psicólogo.

O objetivo principal desse procedimento é melhorar a qualidade de vida, interação e visão de mundo do paciente, nutrindo os sentimentos positivos.

Em alguns casos são necessários o uso de medicamentos, e a função deles é auxiliar no controle de alguns impulsos, como ansiedade, dificuldades para dormir e os próprios sentimentos depressivos.

 

Artigo elaborado pela Psicóloga Thaiana Brotto


Recomendados

livros recomendados - lista amazon

Comentário(s)

Carregar mais posts relacionados
Carregar mais em Psicologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Filósofo dá 10 dicas para combater a solidão

Os mais recentes estudos na área da antropologia apontam que apesar das redes socia…